> > > Vendas de retroescavadeiras sobem em fevereiro, mas volume ainda é baixo

Vendas de retroescavadeiras sobem em fevereiro, mas volume ainda é baixo

Anfavea registra aumento 140% em relação às vendas de janeiro; acumulado no ano, entretanto, está muito abaixo do primeiro bimestre de 2016

Texto: Santelmo Camilo


Os fabricantes comercializaram 63 unidades de retroescavadeiras em fevereiro, aumento de 140% em relação ao mês anterior (Divulgação/ JCB)

As vendas de retroescavadeiras subiram no mês de fevereiro. De acordo com dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foram vendidas 63 unidades, mais de 140% de aumento em relação às 26 retroescavadeiras comercializadas no mês de janeiro.

Contudo, num comparativo com os dois primeiros meses do ano passado, o volume de vendas desses equipamentos caiu pela metade. Em janeiro e fevereiro de 2016, período em que o país já estava mergulhado na recessão, foram vendidas 102 e 68 unidades de retroescavadeiras, respectivamente.

Segundo projeções da Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema), esse cenário tende a mudar e as vendas devem subir. A estimativa da entidade é que sejam vendidas 2290 retroescavadeiras em 2017, um aumento de 8% sobre as 2120 unidades comercializadas no ano passado.

Para a associação, a atividade do mercado da construção será retomada ainda no primeiro semestre, puxada pela demanda por obras de infraestrutura.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos do Portal dos Equipamentos.

+55 (11) 3879-7777

Fale conosco